Ir para conteúdo


Foto

PT explica falha que deixou clientes sem serviço com erro humano


  • Please log in to reply
2 respostas neste tópico

#1 paulo3redes

  • Membro Graduado

  • PipPipPipPipPip
  • 6604 posts
  • Localidade:ELVAS (Alto Alentejo)
  • Telemóvel: Sony Ericsson Vivaz
  • Rede: MEO

Postado 18 Fevereiro 2015 - 18:45

No fim-de-semana dezenas de clientes da PT Portugal sofreram as consequências de uma avaria. A falha que deixou vários sites de notícias fora do ar por horas ou mesmo dias não teria sido sentida sem o erro humano do fornecedor da tecnologia.

O problema que originou a falha nos servidores explica-se afinal com uma avaria num dos componentes dos servidores alojados nos centros de dados da PT Portugal em Lisboa. Numa situação do género o sistema emite um alerta ao fornecedor da tecnologia, e foi o que aconteceu neste caso. 

Contudo, durante a reparação do componente avariado, um erro humano acabou por fazer falhar o sistema e deixar fora do ar vários sites suportados na infraestrutura da PT Portugal. Os sites da Cofina e vários sites do grupo Impresa, como o da SIC, estiveram entre os visados, mas também as plataformas online do jornal i e de empresas como a Ticketline ou a Gesfrota. 

Em declarações ao Negócios, fonte da PT vem agora explicar que a avaria acabou por se refletir nos clientes da operadora devido a um erro humano do fornecedor dos equipamentos, que é neste caso a EMC. 

O técnico enviado pela empresa substituiu o componente errado, retirando o que estava a funcionar e deixando no mesmo local o equipamento avariado. À mesma fonte, a PT garantiu que para prevenir situações do género deixou de permitir intervenções técnicas dos fornecedores sem acompanhamento direto de responsáveis da operadora. 

A avaria que deixou sem serviço vários clientes da PT Portugal registou-se no sábado, 14 de fevereiro. No próprio dia ainda foi possível resolver o problema de alguns de clientes, mas muitos permaneceram fora do ar até segunda-feira. Esta terça-feira a empresa confirmou que na noite anterior conseguiu fazer regressar todos os serviços à normalidade e que não foram perdidos quaisquer dados. 

O caso está resolvido mas pode não estar encerrado. Se no caso da Cofina, que detém o Jornal de Negócios e títulos como o Correio da Manhã ou o Record, a primeira nota do grupo dava conta da intenção de tomar "todas as medidas que se demonstrarem necessárias para que situações como esta não voltem a repetir no futuro". As declarações mais recentes indicam que a intenção do grupo passa sobretudo por "dialogar com a PT sobre a forma de ultrapassar esta questão". 

Já no caso da Gesfrota, a empresa admite os planos para mudar de operador e assegura que vai pedir uma indemnização pelo tempo que ficou sem serviço e pelos danos que daí resultaram. 

A PT não adiantou o número de empresas afetadas pelo apagão do último fim de semana, mas admite que foram algumas dezenas. 

 

in tek sapo

 



#2 Jaime Silva

  • Membro Graduado

  • PipPipPip
  • 426 posts
  • Rede: NOS

Postado 19 Fevereiro 2015 - 11:40

Estamos portanto a falar de um ex-técnico ...

 

Também achei curioso em a medida proposta ser fazer acompanhar o técnico de responsáveis da empresa. temos portanto o modo da função publica - um a trabalhar e vários a ver para terem a certeza que o que trabalha o faz corretamente.



#3 Al_Dente

  • Membro Graduado

  • PipPipPipPipPip
  • 1372 posts
  • Localidade:Porto
  • Telemóvel: Xiaomi
  • Rede: NOS

Postado 19 Fevereiro 2015 - 17:42

Acho curioso é como uma empresa, a PT, deixa ter acesso a pessoas estranhas ao serviço/espaço. Nem que fosse um segurança. Vamos supor que fosse um terrorista, ou um fulano qq da concorrência... Muito mau. É inqualificável esta situação.


Sent from my iPad using Tapatalk




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 0 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)