Ir para conteúdo


Foto
- - - - -

Saiba tudo sobre o refarming em Portugal. O que é e para que serve ?


  • Please log in to reply
7 respostas neste tópico

#1 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 17 Julho 2018 - 13:01

O que é o refarming ? Saiba tudo sobre o reaproveitamento do espectro em Portugal
 
O que é o refarming e para que serve ?
O refarming é uma palavra inglesa, e significa a reutilização de frequências, com outras tecnologias diferentes daquelas inicialmente atribuídas.
 
Exemplo: A frequência de 2100MHz originalmente usada para serviços 3G, e agora para o 4G. Este processo é um reaproveitamento do espectro ou refarming
Este processo está actualmente a decorrer em Portugal.
 
Em Portugal está em curso um reaproveitamento do espectro (ou refarming) 
Exemplo: A Banda 1 (2100) originalmente usada para serviços 3G, e está em curso em Portugal o reaproveitamento do espectro (ou refarming) para os serviços 4G
 
Quem é que faz o refarming?
Cabe ao operador.
Por exemplo na frequência de 2100 Mhz (B 01) existem agora duas tecnologias disponíveis: a UMTS e LTE. Como partilham da mesma frequência cabe às operadoras (NOS, MEO e Vodafone) fazer a implementação do 4G LTE. Cabe ao operador fazer essa modernização / actualização do site (vulgo antena de telemóvel) É utilizado nos sites (vulgo antenas) LTE ou UMTS: LTE B1 (2100 Mhz FDD) e UMTS B1 (2100Mhz). Daqui a uns anos vamos ter mais sites com a tecnologia LTE em detrimento do UMTS no espectro na faixa de frequências dos 2,1 GHz
 
Quanto tempo é que dura até o processo de refarming estar finalizado?
Cabe ao operador.
Avaliando os custos de instalação da rede, de operação e de manutenção face às necessidade de garantir a cobertura, avaliando a evolução da procura e das necessidades de capacidade, ponderando sobre o custo associado. Este período de transição é normalmente demorado e gradual, tal como aconteceu aquando do 2G para o 3G. Na próxima década irá existir a implementação massiva do 5G.

 

No futuro vai existir novamente um reaproveitamento do espectro (ou refarming)?
Sim (conforme o período considerado mas muito provavelmente). A tecnologia está a evoluir surgindo sucessivas gerações: 2G 3G 4G 5G 6G? 7G?...
 
Na televisão também existe refarming)?
Sim a reorganização de frequências é também uma ocorrência nas faixas atribuídas aos serviços de televisão e telemóvel.
Este é um processo necessário e conveniente para proporcionar maior flexibilidade à utilização do espectro de radiofrequências de televisão (com o agora TDT) e no telemóvel com o aparecimento das sucessivas gerações 3G, 4G e no futuro o 6G? 7G? 

Os períodos de transição é demorado e gradual.

 

No que respeita em particular às faixas de frequências dos 900 MHz e dos 1800 MHz, é de salientar que desde 2010 que, em conformidade com o determinado na Diretiva GSM, os operadores têm a possibilidade de usar essas faixas para a exploração do sistema UMTS – o designado refarming, para além de as usarem para a exploração do GSM. Adicionalmente, em 2012, além das referidas tecnologias passaram a estar autorizados a utilizar LTE e WIMAX. Tendo presente o referido quanto ao espectro acima e abaixo de 1 GHz, a possibilidade do refarming traduz-se numa vantagem para os operadores que dispõem de direitos de utilização nessas faixas de frequências, já que lhes permite a oferta de serviços com maior largura de banda a um custo mais baixo, em termos de desenvolvimento e operação da rede, do que se tiverem de usar (apenas) o espectro na faixa de frequências dos 2,1 GHz.


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#2 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 17 Julho 2018 - 14:34

Vantagens técnicas que podem ser associadas à exploração de algumas faixas de frequência
 
A este respeito releva-se que efetivamente as faixas de frequências disponibilizadas no âmbito do Leilão Multifaixa, bem como no Leilão BWA, têm uma utilização potencial muito diferenciada. Realça-se a este respeito que o espectro na faixa dos 450 MHz, dos 800 MHz e também dos 900 MHz, é aquele que apresenta um menor custo no desenvolvimento de soluções de cobertura extensa (áreas onde a capacidade requerida por km2 é baixa), como por exemplo é o caso das zonas rurais, atendendo às suas características de propagação.
 
Já o espectro acima de 1 GHz é reconhecidamente mais apropriado para desenvolver soluções com vista ao aumento de capacidade. Este espectro torna-se particularmente importante quando se pretende desenvolver uma rede em ambiente urbano, em que as exigências de capacidade são normalmente maiores do que em ambientes rurais, menos densamente povoados.
 
Assim, no desenvolvimento de uma rede móvel, para se prestar um serviço com o mesmo nível de cobertura, a utilização do espectro acima de 1 GHz envolve um maior número de estações de base do que as que terão de ser usadas se for utilizado espectro abaixo de 1 GHz. Em consequência, um operador sem qualquer espectro abaixo de 1 GHz terá um maior custo de investimento para atingir um grau de cobertura equivalente ao que obteria com esse espectro. Em todo o caso, importa realçar que o espectro abaixo de 1 GHz é vantajoso sobretudo em situações em que a capacidade disponibilizada seja suficiente face à procura dos serviços. À medida que a procura cresce, aumentando os requisitos de capacidade, torna- se necessário fazer investimentos adicionais, dotando as estações de base com espectro acima de 1 GHz.
 
Uma adequada combinação de espectro entre as faixas de frequências acima e abaixo de 1 GHz depende assim de fatores como a procura dos serviços, a distribuição da população, padrões de utilização dos serviços, mobilidade dos utilizadores e a cobertura geográfica (nomeadamente indoor) pretendida.
 
No que respeita em particular às faixas de frequências dos 900 MHz e dos 1800 MHz, é de salientar que desde 2010 que, em conformidade com o determinado na Diretiva GSM, os operadores têm a possibilidade de usar essas faixas para a exploração do sistema UMTS – o designado refarming, para além de as usarem para a exploração do GSM. Adicionalmente, em 2012, além das referidas tecnologias passaram a estar autorizados a utilizar LTE e WIMAX. Tendo presente o referido quanto ao espectro acima e abaixo de 1 GHz, a possibilidade do refarming traduz-se numa vantagem para os operadores que dispõem de direitos de utilização nessas faixas de frequências, já que lhes permite a oferta de serviços com maior largura de banda a um custo mais baixo, em termos de desenvolvimento e operação da rede, do que se tiverem de usar (apenas) o espectro na faixa de frequências dos 2,1 GHz.
 
Genericamente, os custos de desenvolvimento de uma rede são assim afetados pelo pacote de espectro necessário ao tipo de operação comercial que se pretende ter. Neste âmbito, é também fator essencial o custo da aquisição do espectro. Assim, o binómio custos de desenvolvimento e de operação da rede versus custos de aquisição do espectro determina a fatura necessária para estar presente no mercado enquanto operador de rede móvel.
 
Note-se que no âmbito do Leilão Multifaixa, os preços de reserva que foram fixados para cada uma das faixas de frequência procuraram refletir a diferença da cobertura geográfica subjacente a cada uma das faixas de frequências, dado tratar-se de um fator que influencia a valorização que é feita do espectro. Neste âmbito, os preços de reserva mais elevados nas faixas dos 800 MHz e dos 900 MHz, tiveram em consideração o facto de as mesmas permitirem menores custos de desenvolvimento da rede face, por exemplo, à faixa dos 2,6 GHz mais vocacionada para sustentar o aumento da capacidade da rede, nomeadamente em ambientes urbanos, densamente povoados.
 
Adicionalmente, a fixação dos preços de reserva procurou ainda garantir um equilíbrio entre a promoção da concorrência no mercado, evitando que esses preços pudessem constituir uma barreira à entrada, salvaguardando os princípios da não discriminação e da proporcionalidade, e a valorização de um recurso que é escasso, e que tem de ser usado em condições de eficiência.
 
Neste contexto, o ICP-ANACOM tendo reconhecido que em particular o espectro nos 800 MHz e nos 900 MHz podia ser fundamental para vários interessados, incluindo para os operadores móveis então presentes no mercado, determinou, conforme já referido, um conjunto de medidas aplicáveis a estas faixas de frequências, incluindo a imposição de spectrum caps, um limite diferido, um desconto de 25% aplicável a entidades que ainda não detivessem espectro na faixa dos 900 MHz, e ainda a possibilidade de pagamento diferido, ao longo de 5 anos, para quem viesse a adquirir espectro nos 800 MHz e 900 MHz.
 
Fonte ANACOM 

Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#3 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 22 Julho 2018 - 21:46

post-14647-0-93105100-1532339734.png


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#4 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 22 Julho 2018 - 21:52

post-14647-0-55318600-1532296317.png


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#5 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 22 Julho 2018 - 21:56

post-14647-0-52917000-1532296558.png


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#6 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 22 Julho 2018 - 22:26

Para uma informação mais detalhada sobre a "antena de telemóvel" que está a receber no seu telemóvel.
pode utilizar App como LTE Discovery ou Network Signal Guru. mas esta necessita de: "ROOT permission and base on QUALCOMM chipset". Escolher a App compatível com o seu telemóvel. Informações básicas sobre a geração (2G, 3G, 4G e 5G) e mais detalhadas como: UMTS, HSPA e LTE ou 3G e 4G por exemplo. As tecnologias 3G e 4G podem ser: UMTS, HSPA e LTE. Se estiver a receber 4G aparece o EARFCN e o respectivo número. caso contrário significa que está em 2G ou 3G. Exemplo relativo a FDD-LTE 800 Mhz banda 20 : MEO EARFCN 6200, Vodafone EARFCN 6300 e NOS EARFCN 6400
post-14647-0-59858500-1531475840.png
Os operadores usam o modo Frequency Division Duplexing ou FDD
 
Qual é a diferença entre UMTS e 4G? A diferença é de uma geração. UMTS é uma das tecnologias de terceira geração dos telemóveis. UMTS (abreviação de Universal Mobile Telecommunication System), também conhecido como 3G. UMTS suporta CDMA e GSM. O 4G que também é conhecido como LTE (Long Term Evolution) é a tecnologia de nova geração após 3G ou UMTS. Nota: As estações de base do SMT são vulgarmente conhecidas por antenas de telemóveis.
post-14647-0-64848200-1531505459.jpg
Na imagem Vodafone FDD-LTE 800 Mhz banda 20  EARFCN 6300 . A banda 20 aparece como EUDD acrónimo de EUropa Digital Dividend. A aplicação utilizada é Network Cell info
 

O Mapa OFICIAL da Rede Móvel (é também uma das Medidas no âmbito do Simplex 2017 ) ainda não existe. Visto não existir ficam estes mapas. A informação é a a que se encontra disponível e até à data não se encontra melhor. 

 

Mapa das antenas das operadoras em Portugal, com a localização das estações de base do Serviço Móvel Terrestre (SMT), vulgo antenas de telemóveis dos operadores: VodafoneNos e Meo


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#7 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 22 Julho 2018 - 22:37

Em Portugal, o LTE 4G está dividido em quatro bandas: banda 1 (2100), banda 20 (800), banda 3 (1800) e banda 7 (2600). A grande maioria das pessoas só referem o LTE 4G com 3 bandas esquecendo a banda 1 (2100). Na imagem aparece LTE 4G com a banda B01 (2100). Neste caso o EARFCN 226 correspondente da operadora.
post-14647-0-46025500-1531549530.jpg
 
4G LTE Portugal: B3 (1800 +) LTE , B7 (2600) LTE, B20 (800 DD) LTE e B01 (2100) LTE
As estações de base do SMT são vulgarmente conhecidas por antenas de telemóveis. Também pode ser referido como site. Um exemplo da NOS em 4G LTE B3 (1800 +)  com o EARFCN 1500 específico da operadora. O site encontra-se no Hospital Sant'ana
post-14647-0-14961400-1531555850.jpg
Créditos: Fotos | imagem LYCAT  | Tratamento de imagem e texto zonix


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse


#8 zonix

  • Administrador

  • 731 posts

Postado 23 Julho 2018 - 10:06

post-14647-0-93105100-1532339734.png


Sweet Sixteen GSMHouse - Em Agosto completamos 16 anos desde a criação Sweet Sixteen GSMHouse





1 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 1 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)