Ir para conteúdo


Maximizar/minimizar Navegação

Entrar no Fórum de Discussão
Contactar Admin (e-mail)

Links Rápidos:
- Telemóveis
- Operadores Móveis e Fixos
- Telecomunicações em Geral
- Outros / Off-Topic

Facebook:


Twitter:

Maximizar/minimizar Estatísticas

98 membro(s) activo(s) (in the past 5 minutes)
0 membros, 98 visitantes, 0 membro(s) anónimo(s)
Google, Bing
Mostrar por: Último Clique ou Nome do Membro
Estatísticas
Os nossos membros fizeram um total de 127093 posts
Temos 23880 membros registados
O membro mais novo é 1berto84
Recorde de utilizadores online foi de 2137 em 23 Fev 2013
Legenda
Sup. Administrador
Administrador
Moderador
VIP
Membro

Maximizar/minimizar Top Posters

Nome de Utilizador Posts
hugo86 7422
Kill Me 7252
paulo3redes 6600
ThaZouk™ 5393
turbilha0 5208
(Ricardo) 4288
velas 3447
MacGyveR 3408
tripeiro 2763
blizard 2554

Maximizar/minimizar Entrar (Faça login para ter acesso completo)

Nome:
Senha:

Maximizar/minimizar O novo modular da Motorola é aquilo que o ARA nunca foi

Publicado Por:  Kill Me @ 03 Setembro 2016 - 19:52

Quando foi introduzido o conceito do smartphone modular pelo Projeto ARA, a indústria tecnológica viu-se à beira de uma revolução. De acordo com a equipa responsável, a concretização e a comercialização desta ideia mudaria toda a forma de consumir tecnologia.

 

Ao contrário do que hoje acontece com a substituição integral dos equipamentos, a lógica modular permite que os componentes se renovem e complementem ao ritmo do utilizador através da comutação de peças individuais. Na prática, o ARA queria dar ao utilizador o poder de criar um smartphone à sua imagem e prolongar-lhe a esperança média de vida com uma tecnologia que isolava e possibilitava a substituição individual da câmara, processador, ecrã, bateria e afins. Consequentemente, o projeto ajudaria também a reduzir o impacto ambiental do desperdício electrónico, mas, após vários atrasos no seu desenvolvimento, acabou descontinuado sem nunca ver a luz do dia.

 

Na altura, a ideia pertencia à Google, mas com a venda da unidade móvel da Motorola à Lenovo, o know-how dos modulares fluiu no mesmo sentido. E, de certa forma, ainda bem que assim foi.

 

Graças a esta parceria Lenovo-Motorola, o projecto ARA ganhou corpo ainda que de forma adaptada. Em vez de possibilitar a substituição integral de todos os componetes e permitir a articulação entre vários módulos em simultâneo, a Motorola decidiu começar do princípio com dois equipamentos (três desde o início da IFA) que suportam um único módulo de cada vez. A ideia é certamente menos entusiasmante do que aquilo que prometia o ARA, no entanto, a experiência de manusear este gadget e a forma simples e eficaz como foi concebido o esquema de acoplaçao de módulos torna esta família de gadgets num pedaço histórico de inovação para a indústria.

 

Na IFA, o TeK teve a oportunidade de experimentar os Moto Z e uma mão cheia de módulos: uma coluna, uma bateria que pode acrescentar até 22 horas de duração ao telefone, várias capas, uma câmara fotográfica com zoom ótico até 10x e flash de xenon e um projetor.

 

O encaixe foi sempre tão simples quanto encostar os dois aparelhos um no outro. Automaticamente, assim que entram em contacto, o smartphone identifica o módulo e passa a utilizá-lo como via prioritária para a concretização da tarefa a que cada um se propõe (a coluna passa a emitir som sempre que o há e a câmara passa a funcionar com a lente do módulo, por exemplo).

A compatibilidade com estes periféricos dá também alguma vantagem à marca no que à concorrência qualitativa diz respeito. Dos módulos que testámos, três deles foram desenvolvidos por empresas especializadas naquele tipo de tecnologia - a coluna era da JBL e a câmara fotográfica da Hasselblad - o que, na teoria, significa que a Motorola pode trazer ao mercado vários módulos específicos com a assinatura de qualidade de qualquer fabricante dedicada, um esforço conjunto que pode aliciar clientes.

 

Desta articulação modular há também que destacar o poder das baterias que facilmente adicionam até um dia de tempo útil ao Moto com um só carregamento. E tendo em conta que o novo Moto Z Play aguenta até 50 horas de utilização mista com um só carregamento, em conjunto, seria teoricamente como ter um telefone com três dias de bateria. O senão reside na grossura que o smartphone ganha sempre que um módulo é acoplado e no facto de só suportar um módulo de cada vez.

 

Para além disso, o desempenho de cada um destes periféricos está dependente da capacidade do hardware do smartphone. Mas com o novo Z Play, o leque de possibilidades alarga-se graças ao ecrã AMOLED de 5.5 polegadas com resolução de 1080p, 3GB de RAM, 32GB de armazenamento interno e ao processador Qualcomm Snapdragon 625 octa-core.

De resto, a Motorola parece ter acertado no conceito e parece estar a acertar na sua concretização. Hoje, os seus smartphones só apresentam compatibilidade com um módulo de cada vez, mas como ontem não suportavam nenhum, quem sabe se amanhã não suportarão três ou quatro.

46dfd6c1d78fce95f637d47c0bfdf6de6250e936

Fonte: tek.sapo


Comentários: 0 :: Ver Comentários

Maximizar/minimizar Meo a35 - Mobiwire kinoa - excelente smartphone da marca branca

Publicado Por:  paulo3redes @ 24 Agosto 2016 - 16:47
Meo a35 _ Mobiwire kinoa vem desbloqueado pela meo e com ecrã de 4'5 tem boa imagem nítida e vídeos que ocupam o ecrã todo; Android 6.0, cores vivas. Mobiwire marca francesa excelente smartphone por 70 euros. Recomendado pelo paulo3redes

Arquivo anexado  1.png   391,69K   1 Downloads

Arquivo(s) anexado(s)


Comentários: 2 :: Ver Comentários

Maximizar/minimizar Cabovisão vai lançar nova oferta móvel e muda marca para Nowo

Publicado Por:  paulo3redes @ 25 Julho 2016 - 15:01

A Cabovisão vai lançar nas próximas semanas uma nova marca e uma nova oferta móvel de telecomunicações no mercado nacional, a Nowo, depois de ter recebido, no final do ano passado, a licença do regulador do sector, apurou o PÚBLICO. O lançamento acontecerá nas próximas semanas, cerca de três meses após a empresa ter assegurado que se preparava para entrar neste segmento de negócio.

Contactada pelo PÚBLICO, fonte oficial da Cabovisão não fez comentários sobre a nova marca, que poderá vir a ser lançada numa campanha a concretizar ainda em Agosto. A decisão surge depois de a operadora ter confirmado ao Jornal de Negócios, em Maio, que iria apostar no móvel, tanto para a área residencial (através da Cabovisão e, em breve, Nowo), como para a empresarial (através da Oni, que faz parte do mesmo grupo). “Estão actualmente em fase de pré-lançamento das respectivas ofertas móveis, as quais serão apresentadas oportunamente”, referiu.

A mesma publicação noticiava, aliás, que alguns clientes da Cabovisão já tinham começado a ser contactados para adicionar a oferta móvel ao actual pacote de televisão, internet e telefone. Isto depois, de no início de Novembro do ano passado, a Autoridade Nacional de Comunicações lhe ter atribuído uma licença para o lançamento de um operador móvel virtual (em que é alugada a infra-estrutura a uma outra empresa). A licença é partilhada pela Oni, que se dedica ao mercado empresarial.

A Cabovisão e a Oni foram vendidas pela Altice à Apax, em Setembro de 2015, exactamente no último dia do prazo estipulado por Bruxelas para que o primeiro grupo, também de origem francesa, vendesse estes activos. Uma imposição que adveio do facto de a Altice ter comprado a PT Portugal, dona da Meo. A venda das duas operadoras ao fundo foi aprovada pela Comissão Europeia no final de Dezembro.

A 9 de Maio, a Cabovisão e a Oni passaram a ser lideradas por Miguel Veiga Martins, que tinha estado na Nos e, antes disso, na Zon (depois da fusão com a Optimus). O gestor português tinha chegado ao conselho de administração da Zon no final de 2014 com a entrada de Isabel dos Santos no capital da empresa, onde é sócia da Sonaecom (que faz parte do grupo Sonae, proprietário do PÚBLICO). 

 

in https://www.publico....ra-nowo-1739297


Comentários: 0 :: Ver Comentários

Maximizar/minimizar CARREGADOR SAMSUNG ET-U90EBE FAKE???

Publicado Por:  gandamaluko @ 17 Julho 2016 - 21:35

CARREGADOR SAMSUNG ET-U90EBE FAKE???

Boa Noite. Comprei 2 carregadores Samsung ET-U90EBE (conjunto carregador + cabo USB) em loja de informática conceituada por 15€ cada um, mas penso que são fake... isto porque os dispositivos que tenho demoram muito tempo a carregar em comparação com outros carregadores similares que tenho (5V/2A).

Fiz alguns testes e os carregadores em termos de saída em carga (a consumir quase os 2A) até se comportam bem.. (conseguem debitar 1.88A) o problema são os cabos USB, os quais só "deixam passar 500mA" com o dispositivo XPTO (pouca secção/fraca qualidade) o que não faz sentido com um carregador de 2 amperes... Com o mesmo carregador e com um cabo de qualidade, no mesmo dispositivo XPTO consigo uma corrente de saída bastante melhor - 1.2A que é equivalente ao que consigo com o carregador original e esse mesmo cabo USB.

Têm algum carregador destes comprado com um telemóvel Samsung original? Pelo que observei o cabo é diferente à beira da ficha... será que o original tem o lettering que se vê numa das fotos?

NOTAS:
- as duas últimas fotos foram retiradas do site da Samsung.
- claro que vou reclamar.. mas gostava de informar a casa de informática onde comprei que o fornecedor deles está a vender um carregador não original... deitei as embalagens fora à confiança.. mas não impede que não me possam trocar os carregadores por outro produto..

1.Carregador%20comprado_zpsug45z76r.jpg
2.Carregador%20Comprado_zpsy7kjswfl.jpg
3.Carregador%20Comprado_zpslexao5cm.jpg
4.Cabo_zpshpisqkr5.jpg
1.Carregador%20Original_zpszppicont.jpg
2.Carregador%20Original_zpsrss2rxul.jpg


Comentários: 4 :: Ver Comentários

Maximizar/minimizar MEO lança novo canal MCS Extreme dedicado 100% aos desportos de ação

Publicado Por:  NoF @ 15 Julho 2016 - 13:41

meo-lanca-novo-canal-mcs-extreme-dedicad


O MEO reforça a sua oferta de canais de desporto ao lançar hoje, nas posições 160 (HD) e 161 (SD), o canal MCS Extreme, 100 por cento dedicado ao universo dos desportos de ação. O canal apresentará um mix de programas que vai desde os eventos em direto a documentários e magazines, alcançando uma audiência alargada de fãs deste tipo de desportos-espetáculo.
 
O MCS Extreme - o terceiro canal da MCS TV em Portugal, dedica-se, tal como o seu nome indica, às maiores e melhores competições dos mais espetaculares “action sports”. Do MCS Extreme farão parte as temporadas completas dos famosos eventos Red Bull X-Fighters, Red Bull Crashed Ice e Red Bull Air Race. Também os mundialmente conhecidos X-Games de Verão e de Inverno serão transmitidos neste canal, bem como as competições FISE (Skate, BMX, Wakeboard e Inline), o Campeonato Americano de Motocross ou as competições mundiais de Speedway. O surf terá também lugar de destaque com a emissão de vários documentários que levarão aos fãs da modalidade as melhores ondas e os melhores surfistas do mundo.
 
De destacar já nos primeiros dias do canal as transmissões em direto do Motocross US – Spring Creek National, a 16 de julho e quarta etapa do Red Bull Air Race 2016, dia 17, em direto de Budapeste.
 
Todos os conteúdos deste canal serão totalmente em português, contando o MCS Extreme com um leque de comentadores especializados nos vários desportos de ação, que acompanharão as transmissões em direto do canal. O canal pretende, desta forma, comunicar diretamente com a comunidade nacional de especialistas e fãs deste tipo de desportos.
 
O MCS Extreme está disponível para clientes MEO Fibra com MEOBox, MEO ADSL e MEO Satélite, assim como no MEO Go, para ser visto em qualquer lugar através do tablet, smartphone ou PC, e na funcionalidade de gravações automáticas na TV. ​

 

 


Comentários: 0 :: Ver Comentários

Maximizar/minimizar Sondagem

Sondagem Qual é o teu operador fixo em casa? (76 membros votaram)

Quais os serviços que tem em casa?

  1. TV(paga)+Net+Net Móvel+Voz (21 votos [27.63%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 27.63%

  2. TV(paga)+Net+Voz (30 votos [39.47%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 39.47%

  3. TV(paga)+Voz (1 votos [1.32%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 1.32%

  4. TV(paga)+Net (0 votos [0.00%])

    Percentagem de votos: 0.00%

  5. Net+Voz (11 votos [14.47%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 14.47%

  6. TV (subscrição satelite ou cabo) (3 votos [3.95%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 3.95%

  7. Internet (8 votos [10.53%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 10.53%

  8. Voz (0 votos [0.00%])

    Percentagem de votos: 0.00%

  9. Nenhum (2 votos [2.63%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 2.63%

Qual a operadora?

  1. MEO (PT) (20 votos [23.26%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 23.26%

  2. Sapo (PT) (10 votos [11.63%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 11.63%

  3. ZON (24 votos [27.91%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 27.91%

  4. Cabovisão (4 votos [4.65%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 4.65%

  5. Vodafone (ADSL/Fibra) (5 votos [5.81%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 5.81%

  6. Optimus (ADSL/Fibra) (3 votos [3.49%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 3.49%

  7. Optimus Kanguru (3G/4G) (7 votos [8.14%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 8.14%

  8. Vodafone (3G/4G) (2 votos [2.33%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 2.33%

  9. TMN/MEO (3G/4G) (4 votos [4.65%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 4.65%

  10. Optimus Home (1 votos [1.16%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 1.16%

  11. Telefone (da Portugal Telecom) (1 votos [1.16%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 1.16%

  12. Outro (3 votos [3.49%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 3.49%

  13. Nenhum (2 votos [2.33%] - Visualizar)

    Percentagem de votos: 2.33%

Votar Visitantes não podem votar